Cartagena, a cidade murada e heroica

Publicado em: 28/01/ 13

Cartagena 1
Cartagena 2
Cartagena 3
Cartagena 4
Cartagena 5
Cartagena 6
Cartagena 7
Cartagena 8
Cartagena 9
Cartagena 10
Cartagena 11
Cartagena 12
Cartagena 13
Cartagena 14
Cartagena 15
Cartagena 16
Cartagena 17
Cartagena 18
Cartagena 19
Cartagena 20
Cartagena 21
Cartagena 22
Cartagena 23
Cartagena 24

Pernas cruzadas à frente da igreja, o cocheiro aguarda pacientemente a celebração da cerimônia de casamento. Metros dali, na rua perpendicular, charmosas carruagens se enfileiram, como em um pequeno congestionamento. O senhor de chapéu Panamá canta rumba no bar de esquina, antigo casarão colonial. A brisa contínua alivia o intenso calor do verão na costa caribenha.

É noite na cidade onde um dia tudo foram batalhas e defesas. Hoje representa importante marco da história sul-americana e é acervo arquitetônico protegido. Em Cartagena de Índias, homônima da cidade espanhola, as fortificações são o símbolo da resistência e estão praticamente intactas, como se ainda a proteger o centro histórico, erguido em 1533.

Porto mercantil da coroa espanhola, a cidade assistiu ao escoamento das riquezas do continente americano e ao tráfico de escravos. Superou o cerco de três meses na época da independência da Espanha, em 1811. Sem alimentos, resistiu. Foi chamada de cidade heroica.

A torre do relógio permite o acesso ao interior das muralhas que cercam o centro. Os nomes das ruas sempre aparecem em enfeitadas placas de azulejo. Ao final de uma viela, fachada para o mar do Caribe, a casa de muros altos e jardim de palmeiras de Garcia Márquez.

A face negra da cidade é exibida no museu histórico, dentro do Palácio da Inquisição. A heresia e os delitos contra a fé Cristã eram julgados nesse prédio, pelo tribunal do Santo Ofício, entre celas e câmeras de tortura.

Cidade de artes, exibe esculturas em suas ruas. Os sapatos velhos, junto ao secular forte de San Felipe; os pégasos, à frente do moderno centro de eventos. Junto ao museu de arte moderna as esculturas são de latão.

O artista que ama os gordos tem espaço privilegiado na agradável Praça de Santo Domingo. Pausa, ao sol, para admirar “Gertrudis”, de Botero. A cidade de um milhão de habitantes merece mesmo o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, concedido pela Unesco.

O micro-ônibus que conduz à cidade moderna não demora em chegar ao ponto. Poderia. A espera tem vista para o mar. Bocagrande tem praia de areias escuras e muita gente, igual ao litoral paranaense. Mas é área nobre, com os melhores prédios, comércio sofisticado, e o consumo norte-americano, representado pelas principais cadeias de fast-food.

No bairro boêmio Getsemani sempre toca o baianato”, estilo musical alegre, de voz marcante, mas que parece chorosa.

Pés imundos de bater o centro, sol sempre forte e 36 C à sombra. Alheios à movimentação intensa da cidade, meninos e meninas jogam beisebol nas ruas da cosmopolita Cartagena.


27 Comentários

  1. Marinho disse:

    Muito bom, Ike. Estar nesta cidade é respirar história e cultura! Curti muito locar aí um áudio-guia, que permite caminhar pelos locais que fazem referência a Garcia Márquez. Um dia eu volto! A você, continue gastando solas…abraço!

  2. Sigmar Sabin disse:

    Olá IKE,
    Cada dia fico mais encantado ao acompanhar sua viagem. Que não é apenas um passeio por lugares maravilhosos e históricos. Mas, um verdadeiro mergulho na história desses lugares, que você nos permite acompanhar. Fico muito feliz ter embarcado contigo, virtualmente nessa viagem.
    Há inúmeras possibilidades dentro de nós!

    Ter um sonho é apenas uma janela que cabe a cada um abrir. Sonhar, apesar de tudo, ainda é possível…

    Tenha um Bom Dia HOJE e ótima jornada.

    Até a próxima.

  3. Guilherme Weber disse:

    Linda a foto da cruz com os edifícios ao fundo! Tb me impressionei em Cuba com a quantidade de pessoas jogando beisebol nas ruas. E a obra do Botero, que linda, mas sempre que vejo o título me lembro do Mussun dos trapalhões, rsrsrs…

    • ikeweber disse:

      A vista da cidade é desde o Cerro da Popa. O beisebol é mais popular que imaginamos, no norte da América do Sul e América Central. No Panamá também é muito praticado.

  4. Carlos Rafael disse:

    Olá Ike, sou do colégio SESI de Campo Mourão, parabéns pelas belas fotos deve ser emocionante e relaxante estar num lugar como este, pois são lindas paisagens. Tudo de bom para você e vou ficar acompanho sua trajetória daqui! Abraços!

  5. Fran Custódio disse:

    Olá Ike, Sou aluna do Colégio SESI de Campo Mourão, comecei a acompanhar suas aventuras. Gostei muito desse post, linda arquitetura histórica dessa cidade, me lembra muito São Francisco do Sul aqui no Paraná. Boa Jornada pra você! abç :*

  6. Amanda Papaet disse:

    Olá Ike, sou do Colégio SESI de Campo Mourão no Paraná, gostaria de dizer que é muito bom saber que temos esses lugares históricos e que ainda continuam bem preservados, nos alunos estamos viajando com você. Abraços boa jornada.

  7. Olá Ike to curtindo mto suas loucuras shuahsuahs’ q vc fala sobre hoteis e etc.. mais em fim vc é o cara booa sorte amigo e obrigado por esta nos representando e nos ajudando atras da internet.

    Abraço e Boa Viajem.

    Ass: Eduardo A.

  8. Luana Bernar disse:

    Olá IKE,
    Cada dia fico mais encantada ao acompanhar sua viagem. Que não é apenas um passeio por lugares maravilhosos e históricos. Mas, um verdadeiro mergulho na história desses lugares, que você nos permite acompanhar. Fico muito feliz ter embarcado contigo, virtualmente nessa viagem.
    Parabéns as fotos são muito legais, faço a oficina De Mochila pelas Américas e to adorando tudo isso!
    Sou do 1º ano e toda essa rotina ta sendo muito emocionante!
    Ta valendo acompanhar você nesses lugares maravilhosos!
    Gostaria de um dia viajar por todos esses lugares! Deve ser muito gratificante e maravilhoso!

    Um abraço! ALUNOS COLÉGIO SESI BOQUEIRÃO DE CURITIBA!

    • ikeweber disse:

      Os lugares são fantásticos e a expedição é um grande aprendizado. Aproveitem aí também, no Colégio Sesi do Boqueirão. Grande abraço a todos, Ike.

  9. Luana Bernar disse:

    OLÁ, IKE!
    Adorei conhecer a cidade muraica e heroica, Cartagena! e todos esses lugares interessantes que vocês estão indo!

    Se puder, mande uma braço pro Colégio Sesi do Boqueirão!
    Todos esperando essa resposta, desde de já agradeço!
    Abraços! 🙂

  10. Eduarda Bernar disse:

    Oi Ike Weber
    Adoro suas aventuras, acho lindo os lugares onde você ja passou, conhecer lugares novos por onde você passa. Te desejo uma boa caminhada por ai e continue com esse trabalho que esta ótimo 😀

    Abraços da equipe: Ike Weber
    COLÉGIO SESI BOQUEIRÃO PR

  11. Luana Bernar disse:

    Olá IKE,
    Estamos aqui em curitiba acompanhando toda sua trajetório, especial e muito interessante!
    Gostaria de um dia poder fazer o que você está fazendo, se aventurando dessa maneira!
    Abraços!
    ALUNOS DO COLÉGIO SESI BOQUEIRÃO DE CURITIBA!
    SE PUDER MANDE ABRAÇOS PRA GALERA AQUI!
    TODOS ESPERANDO!
    se cuide e que deus te acompanhe eu todos os lugares!

    • ikeweber disse:

      Que bom, Luana, que essa expedição seja realmente uma inspiração para você. Um grande abraço a todos os alunos do Colégio Sesi do Boqueirão e que aproveitem muito a jornada De Mochila pelas Américas. Ike.

  12. maria eduarda disse:

    olá ike td blz?? sou do colégio sesi de guarapuava e estamos acompanhando vc nessa grande aventura!!

  13. maria fernanda disse:

    olá ike!! como vai?? sou do colégio sesi em guarapuava e estou muito emprecionada com a sua aventura!!

  14. Ana Lidia disse:

    Hermoso lugar! 😀

  15. Gust**** disse:

    Cara , que FERAAAAAAAAAAAA!!!!!!!

  16. Leonardo Prizon disse:

    Ola Ike, é muito interessante perceber como a nossa cultura é tão diferente dos nossos países vizinhos, e nessa viagem podemos ver que na América do Sul existe diversas culturas, estou gostando bastante desse blog e estou aprendendo muitas coisas, parabéns.
    Colégio SESI- Cianorte

  17. Caroline Feldhaus disse:

    Hola, Ike. ¿Cómo estás?
    Nosotros hicimos una pesquisa acerca de Cartagena y encontramos algunos diferentes medios de transporte. Gostaríamos de saber cual fue el medio de transporte que usted ha utilizado para llegar en esta ciudad. Y acerca de los hoteles. ¿Ha se hospedado en un de gran lujo?
    Aguardamos respuestas. Buen viaje!
    SESI-PR, Foz do Iguaçu – Equipo 7.

    • ikeweber disse:

      Caroline, o principal meio de transporte que utilizo é o ônibus. Fui de Santa Marta para Cartagena assim, de ônibus. E como esta é uma expedição de exploração, econômica e não turística, escolho sempre acomodações baratas.

      Fico muito em hostels e hotéis simples. Às vezes em quarto com banheiro, outras em dormitórios com várias camas e banheiro compartilhado.

      Em Cartagena eu estava doente, com varicela. Então peguei um quarto individual, com banheiro, no bairro do Guetsemani, perto do centro histórico. Abço, Ike.

  18. Aline tainá peixoto Colégio SESI marechal cândido rondon disse:

    Todos nós temos o sonho de conhecer pelo menos algum lugar no mundo, e você já passou por todos esses lugares fantásticos, faz despertar dentro de nós uma grande motivação e vontade de ir também. Parabéns!


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *