O cotidiano de um centro histórico

Publicado em: 06/06/ 13

Morelia 1
Morelia 2
Morelia 2a
Morelia 2b
Morelia 3
Morelia 4
Morelia 4a
Morelia 5
Morelia 6
Morelia 7
Morelia 8
Morelia 8a
Morelia 9
Morelia 9a
Morelia 10
Morelia 10a
Morelia 10b
Morelia 12
Morelia 13
Morelia 14
Morelia 23
Morelia 23a
Morelia 25
Morelia 26

Experiência do viajante

Morelia é uma cidade tão acolhedora que o primeiro vice-rei da Espanha encorajava a nobreza a se mudar para o México com as famílias.

Situada sobre um platô, com montanhas ao longe, não é infernalmente quente como as cidades coloniais de Granada e León, na Nicarágua, ou Cartagena, na Colômbia. Mesmo na boca do verão.

A arquitetura barroca dos séculos XVI e XVII foi materializada nas construções com pedra canteira, proveniente de cinzas vulcânicas e de tonalidade rosada.

Nos elegantes prédios históricos, o comércio se acomoda garbosamente. Criou seus eixos de especialização nas ruas de calçamento antigo. Os supermercados deixaram o espaço livre para as pequenas, funcionais e mais caras lojas de conveniência.

As casas se esparramam pelas ruas que ziguezagueiam colina abaixo, nas direções norte e sul. E perdem as características históricas à medida que se afastam do coração da cidade.

A cidade espichou. O charme prevaleceu.

O antigo aqueduto, construído inicialmente em madeira, foi reformado e mantém preservada sua estrutura com mais de duas centenas de arcos. As escolas se adaptaram, satisfeitas, aos casarões que contam mais do que o ensinado em salas de aula.

A modernidade soube conviver com o tradicional.

Marcas famosas, instituições governamentais e serviços bancários se adequaram às construções de mais de um século. O antigo convento franciscano abriu as portas para expor o artesanato de todas as regiões do México.

Difícil imaginar uma edificação de destaque junto a tanta majestosidade. A Catedral preenche os requisitos e ocupa o espaço. Brilha. Ainda mais nos espetáculos de iluminação cênica e fogos de artifício, aos sábados à noite.

A encantadora e diversificada Morelia também é a cidade dos doces.

Apresentados em cores, nas barraquinhas do mercado de artesanato. As taquerias servem comida simples, saborosa e acondimentada por apenas cinco reais.

O transporte coletivo opera em vans, kombis ou veículos adequados à estrutura antiga. Já a publicidade ocupou seu espaço, sem pedir licença à antiguidade.

Prostitutas batem ponto apoiadas nos muros de pedra dos casarios. As ruas são seguras, inclusive à noite. Salas de cinema modernas e confortáveis oferecem a preços atraentes os lançamentos comerciais do circuito Hollywoodiano.

A banda de música ensaia na praça. Os meninos, perfilados em “escadinha”, afinam os trompetes.

Os habitantes da cidade prestigiam os tesouros, orgulhosos de sua cultura. Os moradores locais são maioria absoluta entre os que visitam a casa onde nasceu José Maria Morelos Y Pavón, um dos pilares da independência mexicana.

O herói nacional que emprestou o sobrenome para rebatizar uma das primeiras cidades da Nova Espanha, é reverenciado em Morelia.Nas ruas, aparece estampado ao lado de símbolos de modernidade e desenvolvimento. É rei na capital de Michoacán.

Os portais circundam a Plaza de Armas, como queria o Rei Felipe II, ao estabelecer o traçado das cidades hispano-americanas. A cidade é Patrimônio Mundial da Humanidade, declarado pela Unesco em 1991.

Sim, em Morelia é possível se sentir na Europa.


27 Comentários

  1. Felipe Giacomini disse:

    tua viagem ta cada dia mais interessante… espero o desfecho dela
    boa sorte aki é o Felipe Giacomini do Colégio Sesi Guarapuava

  2. lucas disse:

    Eaê Ike Lindas Fotos…vlw!!! Boa Sorte. Aki e o Lucas Gaffke do colégio SESI-PR Guarapuava.OK!

  3. Juliane Fernanda Ribeiro disse:

    Boa noite Ike, estamos todos animados com a possível vinda sua até ao nosso colégio.Falamos muito sobre sua viajem nas aulas . Juliane Fenanda colégio SESI – GUARAPUAVA.

  4. Boa noite Ike , estamos todos animados com sua possível visita ao nosso colégio, falamos muito sobre sua viajem nas nossas aulas, Juliane Fernanda- Colégio SESI-GUARAPUAVA

  5. juliana aparecida correa de mello silverio disse:

    ike adorei… seus passeios são incríveis …. boa viagem !!!

  6. Douglas Carvalho disse:

    Nossa, que legal mesmo o centro histórico, o conhecimento adiquirido nessa viagem é mesmo sem fronteiras! Um abraço, Douglas, Colégio SESI Guarapuava

  7. Bruno Kartoski Ortiz disse:

    Ike, fiquei sabendo que planeja vim pra guarapuava, venha mesmo porque o colégio inteiro quer te conhecer, mas me responda voçê vai vim andando? ha ha ha, aqui é o bruno do colégio SESI Guarapuava.

  8. antonio amorim filho disse:

    caramba, que lugar maneiro cara, e parabéns pelas fotos , ficaram realmente muito boas ! Boa sorte !

    Antonio – SESI guarapuava

  9. Christian disse:

    muito legal sua viagem, espero que um dia eu possa realizar essa viajem!

  10. Luiz Fernando disse:

    Encorajadora tua viagem,tem que ter coragem!
    Luiz Fernando Colégio Sesi Guarapuava-PR

  11. paula de assis disse:

    Olá Ike, que fotos lindas! viagem muito legal!! Paula do Colégio
    SESI-Guarapuava

  12. paula de assis disse:

    Olá Ike, fotos bonitas.. estamos acompanhando a sua viajem todos alunos do colégio SESI, comentamos sempre de sua viajem nas aulas são muito interessante! estamos esperando a sua visita em Guarapuava no Colégio SESI.. Paula Assis,Sesi-Guarapuava.. Abraço

  13. jéssica dos santos ribeiro disse:

    ike tenho uma curiosidade! voce ja pegou dias de chuva, dias ruins em sua viagem?
    jéssica dos santos ribeiro colégio sesi de guarapuava!

    • ikeweber disse:

      Poucos, Jéssica, bem poucos. Alguns na costa caribenha da Costa Rica, no Parque Tortuguero.

      E algumas poucas noites de chuva também, quando já estava abrigado. A expedição ocorre em época excelente, de seca nas Américas.

      Abço, Ike.

      • jéssica dos santos ribeiro disse:

        entaum ike.. que bom que voce nw peegou muitos dias de chuva nw é? ja penssou de ruim que seria? ou na sua opinião nw seria ruim?

  14. Thalita Cebulski Moura disse:

    Olá Ike, estou achando muito legal sua viagem, tudo de bom, abraço. Thalita Colégio SESI Guarapuava

  15. Analu Soares disse:

    Oi Ike muito interessante essa cidade!
    Vai entrar na minha lista de lugares que pretendo conhecer rs!
    Mas obrigada por nos dar essa visão antecipada dela !
    Analu Soares – Colégio SESI-Guarapuava

  16. Tiago A. dos Santos disse:

    Continue assim Ike e tenha uma boa viajem.

    Guarapuava.

  17. Caroline Rack disse:

    Ike, estamos quase finalizando nosso trabalho que deverá ser entregue ao professor, porém, eu continuarei lendo seus posts, gostei muito de ter acompanhado sua expedição !
    Parabéns, e, obrigada por compartilhar toda sua jornada conosco !
    Caroline Rack – Sesi Guarapuava

  18. Jean Pierre disse:

    E ae Ike td bem??
    Diz ae pq o vice-rei da Espanha queria tanto vir morar em Morelia??

    Jean Pierre – SESI Guarapuava

  19. Gabriel Medeiros Reggiani disse:

    Morélia.. Hitórica Morélia, tudo o que realmente marca sobre essa cidade, é o fato de ela ter sido um dos locais onde começa a formação pela independência mexicana.. Super interessante, descobri muito mais através desse post!

  20. Gabriel Alexius Strechar disse:

    achei legal sua iniciativa e sua determinação da realização de um sonho antigo parabéns.

  21. Willian Daimon disse:

    Muito massa esse lugar pra meditar, muito calmo e reflete paz de espirito. Boa sorte ai !!!

  22. Bruno de Oliveira disse:

    Belíssima essa cidade ai hein ike, quanto charme, e devia ser linda desde antigamente, para q os nobres da Espanha viessem embora para morar nela, alguma coisa de muito espcial ela deve de ter. Um abraço, e vai com Deus na tua caminhada, que vc consegue! Bruno de Oliveira, Colégio Sesi de Guarapuava.


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *