Trujillo, a capital cultural do Peru

Publicado em: 12/12/ 12

Trujillo 1
Trujillo 2
Trujillo 3
Trujillo 4
Trujillo 5
Trujillo 6
Trujillo 6a
Trujillo 6b
Trujillo 7

Em Trujillo, norte do Peru, a catedral é amarela e o arcebispado, azul. A cidade litorânea, de 850 mil habitantes, tem arquitetura colonial muito bem conservada, em nada prejudicada pelos abalos sísmicos que sacudiram o país nos anos 70.

Em tarde ensolarada e agradável, caminhei sem compromisso pelo centro histórico. As principais construções antigas estão na Plaza de Armas, sempre o centro das atenções nas cidades sul-americanas.

A cidade mantém um museu impressionante, de arqueologia, antropologia e história, da Universidade Nacional, que relata os principais períodos das culturas pré-incáicas: Paijanense; Huaca; Prieta; Guanare; Cupisnique; Salinar; Gallinazo; Moche e Chimu.

As primeiras civilizações prosperaram com a agricultura irrigada. Você sabia que o plantio foi descoberto pelas mulheres paijanenses, enquanto os homens saiam para caçar?

Elas descascavam os frutos e lançavam as sementes à terra. Perceberam que brotavam. Com as sobras agrícolas vieram as primeiras colônias e os centros cerimoniais.

Trujillo é considerada a capital cultural do Peru. Sede da Bienal de Arte Contemporânea, também recebe o Festival Internacional de Ballet.

Nas ruas sou cumprimentado com “hellos”, principalmente pelas crianças que passam e se divertem com a minha altura. Cordial, afinal Trujillo é uma cidade para relaxar.

Então, ao lado do hostel Colonial, aceitei a sugestão e provei um sensacional  “quadril de rés à la parrila com papas” – (dica: restaurante Él Geller de Gler – Jr Independência, 588). Fiz a digestão passeando pela calle Pizarro e me divertindo com os caça-níqueis enfeitados para o Natal.

 

 


4 Comentários

  1. Juliana Scheller disse:

    Trujillo é demais! Que colorido…..amei.

  2. Sigmar Sabin disse:

    Vou a cada dia, desvendando novos recantos do mundo, através da sua lente e relatos.
    Maravilhosa viagem.

    Boa caminha!


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *